sexta-feira, 27 de março de 2015

Ostrascycle deve injetar R$ 6 milhões na economia da cidade


As redes hoteleira e gastronômica, postos de gasolina e vendedores ambulantes estão entre os setores mais contemplados durante o evento. 

Rio das Ostras deve receber cerca de 20 mil motociclistas entre os dias 26 e 29 de março em um dos principais eventos turísticos promovidos pela Prefeitura, o Ostrascycle. Considerado o maior do Estado do Rio, o Encontro Internacional de Motociclistas deve injetar aproximadamente R$ 6 milhões na economia local, entre os diversos serviços oferecidos na cidade. As redes hoteleira e gastronômica, postos de gasolina e vendedores ambulantes estão entre os setores mais contemplados durante o evento. 

Em meio a uma crise financeira que diminuiu o repasse dos recursos do petróleo, que impõe perdas significativas aos municípios produtores, o Ostrascycle movimenta a economia da cidade. A programação inclui 22 shows de bandas de rock em dois palcos simultâneos, comercialização de produtos temáticos e exposições de motoclubes de diversas cidades. 

“O Ostrascycle está entre os maiores eventos do gênero no Brasil e é um dos que mais movimenta a economia da cidade. De acordo com os últimos dados, tivemos uma injeção de cerca de R$ 6 milhões na economia do município em 2014 e temos perspectiva para os mesmos números da edição este ano”, diz a secretária de Turismo, Carla Ennes, lembrando que, durante o evento deste ano, será realizada uma nova pesquisa a fim de atualizar esses valores. 

IMPACTO ECONÔMICO – De acordo com a presidente do Rio das Ostras Convention & Visitors Bureau, Paula Meireles, a expectativa é boa. “Já temos 60% de nossos quartos dos hotéis e pousadas reservados. Acreditamos que a taxa de ocupação chegue a 90% durante o final de semana. A procura é sempre grande”, conta. 

Para Fábio Carvalho, proprietário de dois conhecidos restaurantes, atender bem a estes turistas é colaborar para que eles retornem à cidade antes da outra edição do Ostrascycle. 

“Depois do Rio das Ostras Jazz & Blues Festival, o Ostrascycle é o evento mais importante para nós, donos de restaurantes. Aquecemos bastante nossas vendas. Eles vêm de diversos lugares do país, o que significa uma entrada importante de turistas que levarão as melhores referências de Rio das Ostras, contribuindo para a inserção de mais visitantes nos próximos anos”, contou. 

FREQUENTADOR ASSÍDUO – Participante desde a primeira edição, o campista Fábio Rangel já garantiu presença no Ostrascycle 2015 para celebrar duas décadas de muito rock and roll. Segundo ele, o evento já se tornou referência nacional em uma cidade que convida os turistas a retornarem devido às suas belezas naturais. 

“Eu sou fã do Ostrascycle. Qualquer evento de motociclistas me atrai, mas este, especificamente, já é bastante respeitado devido a sua excelente organização. É um espaço para vir aproveitar com a família e amigos. Além disso, Rio das Ostras é aconchegante e tem as belezas naturais”, relatou. 

A 20ª edição do Ostrascycle tem patrocínio da Auto Viação 1001 e Macaense, e apoio da Altarede Group Network.


20° Ostrascycle começou ontem, quinta, em Rio das Ostras

Evento deve receber pelo menos 800 motoclubes e 20 mil visitantes até domingo.

Seja sob duas ou três rodas, motociclistas de diversas cidades do Brasil já estão circulando no Ostrascycle, que celebra 20 anos de sucesso em 2015. Até domingo, 29, o evento deve receber cerca de 800 motoclubes e mais de 20 mil pessoas, entre turistas e moradores. Nesta quinta, 26, primeiro dia do Encontro, já foram cadastrados 90 clubes que prestigiaram o tradicional momento gospel, com a banda + Salvo, seguidos dos shows do Contra Turno e Dama.

“Vim de São João do Meriti para aproveitar este evento, que é o melhor do Estado do Rio. Participo de um motoclube composto por evangélicos e sei que a gente está aqui para quebrar paradigmas e desmistificar que não gostamos de rock. Podemos aproveitar o Ostrascycle ouvindo boa música e sem violência”, contou Jorge Tax.

A banda Contra Turno apostou no repertório de “cover” de bandas nacionais de Barão Vermelho, Os Paralamas do Sucesso, Titãs e de outros artistas como Raul Seixas.

“Estou surpreso com a organização. Vim de Ouro Preto, em Minas Gerais, de moto com minha esposa e não me arrependi. Já participei de outros eventos deste gênero, mas o Ostrascycle me surpreendeu para melhor”, disse Carlos Alberto Corrêa.

Realizado pela Prefeitura, o Ostrascycle tem a organização dos Motoclubes Jaguar do Asfalto e Ostradeiros, com apoio da Associação dos Motociclistas do Estado do Rio de Janeiro (AMO-RJ).

MOVIMENTAÇÃO - Até domingo serão mais de 20 shows em dois palcos, acontecendo simultaneamente, na Área de Eventos e no final da Avenida Governador Roberto Silveira. Cerca de 100 estandes estão instalados na Área de Eventos de Costazul para atender melhor os amantes dos motores. Capacetes, casacos de couro, equipamentos de segurança e gastronomia são alguns dos itens vendidos no local.

“Ano passado tivemos um excelente retorno com nossas vendas e nossa expetativa é boa. Estamos no primeiro dia e temos muita procura em nosso estande. Não tenho dúvidas que o movimento será igual ou melhor que na edição passada”, contou Renasmo Ferreira, participante do Programa Renda Alternativa.

MOBILIDADE URBANA – Durante o Ostrascycle, uma equipe da Secretaria de Transporte fará uma pesquisa entre os moradores sobre a mobilidade urbana na cidade. O resultado ajudará na elaboração de um plano municipal para os próximos 30 anos.

RIO DAS OSTRAS – Durante todos os dias do evento, profissionais da Secretaria de Turismo estarão divulgando as belezas naturais de Rio das Ostras e os principais eventos de baixa temporada. No estande, instalado logo na entrada, técnicos distribuem o guia Rio Serra-Mar com informações de diversas cidades desse roteiro.

PROGRAMAÇÃO DE SEXTA - Hoje o rock and roll continua a partir das 20h com as bandas Initio, Sci-Fi, Bloody Mary, Caravellas e Jane e a Matilha. 


Prefeitos se reúnem em Rio das Ostras para buscar saídas diante da crise dos royalties

Perdas chegam a 60% em relação a 2014, inviabilizando projetos da Administração Pública.

Devido à queda constante no valor dos repasses dos royalties, o prefeito de Rio das Ostras, Alcebíades Sabino, promoveu ontem, quinta-feira, 26, uma reunião com os prefeitos dos municípios de abrangência da Bacia de Campos. Os gestores traçaram medidas emergenciais para manter os projetos e compromissos das Administrações Públicas, que incluem ações junto à Câmara de Deputados, em Brasília, e à presidente Dilma Rousseff.

Estiveram presentes o prefeito de Cabo Frio, Alair Correa, de Casimiro de Abreu Antônio Marcos, de Búzios, André Granado, de Arraial do Cabo, Wanderson de Britto, de Macaé, Aluízio dos Santos, e de Carapebus, Amaro Fernandes.  

PERDAS – Na reunião, o prefeito de Rio das Ostras informou que o município registrou, só neste ano, uma queda de mais de R$ 60 milhões em relação às expectativas de repasses.  Neste primeiro trimestre, a cidade recebeu R$ 46 milhões, quando a previsão era de  R$ 106 milhões.

O prefeito de Rio das Ostras falou sobre o valor da parcela recebida pela cidade nesta quinta, de R$ 7 milhões; montante R$ 10 milhões a menos do valor recebido no mesmo período do ano passado.

“Estamos enfrentando uma grande dificuldade para manter nossos compromissos e os serviços de qualidade para a população. Essa é uma das piores crises pelas quais já passamos, e todas as cidades da nossa região estão sofrendo drasticamente. Em Rio das Ostras estamos trabalhando para manter os serviços essenciais, como Saúde e Educação”, completou Sabino.

AÇÕES – Como resultado da reunião, os prefeitos decidiram ir a Brasília, pedir apoio diretamente ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Também ficou definida a necessidade de uma agenda com a presidente Dilma Rousseff, para levar ao Governo Federal as necessidades dos municípios da Região diante da grave crise financeira.

“Durante todo o período que nós, municípios produtores, recebíamos recursos suficientes, ajudamos os governos Federal e Estadual, assumindo compromissos de sua esfera, como oferta de unidades de Ensino Médio, serviços de saúde de alta complexidade e ações de segurança. Agora, diante da recessão que estamos vivendo, é necessário que Estado e União assumam suas responsabilidades”, completou o prefeito.    



Prefeitura de Rio das Ostras participa da inauguração do escritório da Assespro

Entidade representa as empresas de tecnologia da informação do Estado do Rio de Janeiro.

A Secretária Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Rio das Ostras, Eronei Leite, participou na manhã de ontem, quinta-feira, dia 26, da inauguração do escritório do Núcleo Norte Fluminense da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação – Assespro-RJ, na Câmara Municipal.

A secretária deu às boas-vindas à associação e destacou a importância da Tecnologia para o desenvolvimento do Município. “Desde que assumimos em 2013 trabalhamos para desenvolver a Tecnologia da Informação em Rio das Ostras. A Prefeitura está focada em oferecer cursos de Educação Profissional para seus moradores. Temos na Zona Especial de Negócios um Centro Municipal de Capacitação Profissional, com aulas de Mestrado e Pós-graduação. Queremos que a Assespro cresça em nossa região”, ressalta.

Na ocasião, o palestrante Robert Janssen, vice-presidente de Relações Internacionais da Assespro Nacional, ministrou a palestra “O Mundo já ficou plano e agora vai achatar o seu quintal”, que debate o processo de globalização e seus impactos para as empresas.  “Hoje o grande diferencial é a velocidade com que você processa a informação e como você a transforma em um produto vendável. As empresas devem se preocupar com estratégias e relacionamento com o cliente”, avalia o palestrante.

O encontro contou com a participação de representantes do Sebrae e da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), além do subsecretário de Tecnologia da Informação, Vinicius Marini. 

CONHEÇA A ENTIDADE - A Assespro-RJ  é uma entidade de utilidade pública, sem fins lucrativos, que representa as empresas de Tecnologia da Informação (TI) do Estado do Rio de Janeiro. Fundada há 36 anos, é a mais antiga e representativa regional da Assespro Nacional. Tem por objetivo colocar a TI do Rio de Janeiro em destaque em todo o país.

O Núcleo da Assespro no Norte Fluminense fica na Rua Alcebíades Sabino dos Santos, 110, sala 04, no Village. Mais informações estão disponíveis pelo telefone (22) 2777-5722.

Academia Municipal de Judô une esporte e educação em Macaé

As aulas gratuitas começaram em julho do ano passado e acontecem em dois dias da semana, de 9h às 10h30 e de 15h às 16h30. 

Todas as terças e quintas-feiras, duas vezes por dia, Jaciara Carvalho tem o mesmo deslocamento: sai de casa, na Barra de Macaé, para levar um filho à Academia Municipal de Judô que fica no bairro. Pela manhã, acompanha Raphael, de nove anos. À tarde, é a vez de conduzir Ana Luiza, de 11 anos. "Todo o esforço vale a pena", garante.

As aulas gratuitas começaram em julho do ano passado e acontecem em dois dias da semana, de 9h às 10h30 e de 15h às 16h30. O professor é Shiro Matsuda, 73 anos, nascido em Nagoya, no Japão, e 6º Dan de graduação. "O objetivo é ensinar para as crianças como conseguir se superar com a força de vontade. Quem não tem disciplina não vai chegar em lugar algum", ensina.

Atualmente são cerca de 60 jovens frequentadores, de nove a 15 anos, divididos por peso, idade, sexo e faixa. "Meu filho melhorou muito a disciplina em casa e na escola depois que começou a praticar", conta Maria Lúcia de Barros, mãe de Matheus Augusto, de nove anos. "Gosto de treinar e dos exercícios de alongamento", enumera o menino.
 

As inscrições estão abertas permanentemente. O responsável pelo aluno deve procurar a administração do bairro da Barra, que fica na Praça dos Navegantes - mesmo local onde está situada a academia. É preciso apresentar declaração escolar e atestado médico. Assim que completa 20 aulas, o jovem ganha o quimono fornecido pela prefeitura.


Festival de Rock Humanitário traz Sepultura e ex-vocalista do Iron Maiden para Cabo Frio

O evento será realizado durante a Semana Santa, no dia 4 de abril, a partir das 15h no Espaço de Eventos em Cabo Frio.

A VII edição do festival beneficente Rock Humanitário já tem data programada. O evento será realizado durante a Semana Santa, no dia 4 de abril, a partir das 15h no Espaço de Eventos em Cabo Frio. O ingresso é adquirido mediante a apresentação de dois quilos de alimentos não perecíveis.

No evento, bandas locais e de grande prestígio no cenário nacional vão se apresentar ao grande público que prestigia o evento. Um dos objetivos que tornam o evento reconhecido no país e aclamado pelo público é a coleta de alimentos não perecíveis que serão doados a instituições e famílias carentes da cidade.
  
O evento será durante todo o dia, e os shows começarão rigorosamente às 15h30. Entre as principais atrações do festival, estão o Sepultura, que faz mais um show do projeto “Tour 30 Anos”; o cantor Paul Di’Anno que é ex-vocalista do Iron Maiden; e as bandas Almah e Project 46.
  
Confira a programação do VII Festival de Rock Humanitário:
  
Shield Wall

Clube das Ovelhas Negras

Persecuter

Ravengar

Ozíres

Guerra Band

Metalmorphose

Não Conformismo

Gritando HC

Janx

Project 46

Almah

Paul Di’Anno

Sepultura


Universitários de Cabo Frio realizam visitação na Fazenda Campos Novos

A Fazenda Campos Novos fica situada à Rodovia Amaral Peixoto, Km 123, em Campos Novos, no Distrito de Tamoios.

Em uma ação da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, alunos na Universidade Veiga de Almeida visitaram, na terça-feira (24/3), a sede da Fazenda Campos Novos. 

A visita guiada dos alunos dos cursos de Turismo e Meio Ambiente teve a proposta de capacitação continuada do desenvolvimento histórico na região, em uma aula de campo.
  
O secretário de Agricultura, José Faustino Júnior, e o pesquisador da Fazenda Campos Novos, Jonatas Carvalho receberam os 12 estudantes em uma visita de duas horas. Durante a visita, o pesquisador discorreu sobre a história do desenvolvimento da região e a importância da Fazenda Campos Novos ao longo desse processo.

Os alunos da Universidade Veiga de Almeida foram acompanhados do professor Luiz Carlos Teixeira, do curso de Turismo. A Fazenda Campos Novos fica situada à Rodovia Amaral Peixoto, Km 123, em Campos Novos, no Distrito de Tamoios.


Cabo Frio se prepara para receber turistas na Semana Santa

Além das celebrações religiosas, a data também entra no calendário turístico municipal e atrai milhares de pessoas para o município.

Faltando apenas uma semana para o feriado da Semana Santa, a Prefeitura de Cabo Frio já espera a chegada dos ônibus turísticos na cidade. Além das celebrações religiosas, a data também entra no calendário turístico municipal e atrai milhares de pessoas para o município.

O Terminal Municipal de Ônibus de Turismo, que fica na Estrada dos Passageiros, no Jacaré, acomoda até 120 ônibus. Em feriados como o da Semana Santa, quando o fluxo de turistas é maior que a média, é utilizado o estacionamento junto ao Espaço de Eventos, atrás do antigo supermercado Sendas, na Praia do Siqueira, que comporta o dobro de veículos. O terminal está disponível para o turista 24h por dia, todos os dias do ano.

Segundo dados da Coordenadoria Geral de Operação do Sistema de Estacionamento Rotativo Pago (COSERP), na Semana Santa em 2014, cerca de 260 veículos, entre eles ônibus, micro-ônibus e vans, passaram pelo terminal.

- A expectativa para este ano na Semana Santa é algo em torno de 250 veículos. Vale lembrar que logo a seguir, teremos o feriado de Tiradentes, que cairá numa terça feira, o que pode diversificar a frequência – disse Marcelodo Espírito Santo Costa, coordenador-geral da COSERP.

Em Cabo Frio, não é permitido o estacionamento de ônibus, micro-ônibus e similares fora do Terminal, já que estes veículos são proibidos de estacionar nas vias públicas. As condições para a chegada dos veículos de transportes à cidade foram definidas pelo Decreto 5.032, de 2013, que está disponível para consulta no portal da Prefeitura, no linkhttp://www.cabofrio.rj.gov.br/turismo/recepcao-de-transportes.

Todos os pagamentos para a utilização do Terminal Municipal de Ônibus de Turismo são presenciais, sendo fornecido recibo próprio da Prefeitura, que é afixado no vidro da frente de todos os ônibus.

Casimiro de Abreu: Café Literário homenageia o dramaturgo Ariano Suassuna

Evento será realizado nesta sexta-feira, dia 27, na sede do município.

Na sexta-feira, 27, às 15 horas, a Casa de Cultura Estação Casimiro de Abreu promoverá uma tarde para engrandecer a cultura regional. Intitulado Café Literário Ariano Suassuna, o evento pretende trazer para o centro das discussões as particularidades de uma determinada região geográfica, vindas da cultura do lugar.

O tema, um dos pilares da vida do dramaturgo, romancista e poeta brasileiro, fez o paraibano Ariano Vilar Suassuna ser um dos autores mais famosos do Brasil. A escolha do nome do escritor, de acordo com a pedagoga da Casa de Cultura, Elizete Quintanilha, se deve ao vasto currículo dele. 

“Ariano é idealizador do Movimento Armorial, que tinha como objetivo criar uma arte erudita a partir de elemento da cultura do nordeste, e autor de obras como Auto da Compadecida, O Romance d'A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta”, disse, e completou: “Ele  foi um  defensor da cultura do Nordeste do Brasil”.

Para a diretora do espaço, Soraia Cardoso, homenagear Ariano Suassuna significa, além dos méritos do homenageado, é rememorar os imortais da literatura brasileira. “O grande marco de Ariano Suassuna era valorizar a cultura local, deste modo, nosso objetivo é despertar esse valor da nossa cultura nos munícipes casimirenses”, afirmou.

Várias atrações são planejadas para o dia, como adianta Soraia. “As animadoras do Trem Cultural farão um esquete sobre o gênero literário Cordel. Os alunos das Escolas de Dança e Teatro e também da Escola Municipal Prof. Souza, e o Coral Reviver a Melhor Idade, prepararam momentos especiais para rememorar o grande romancista brasileiro”.
A Casa de Cultura Estação Casimiro de Abreu fica na praça Lúcio André, s/n.


quinta-feira, 26 de março de 2015

Repasse dos royalties em março é menor do que a parcela mensal da PPP cobrada pela Oderbrecht

O repasse de royalties para Rio das Ostras foi R$ 63 milhões inferior à previsão para o período.

A Prefeitura de Rio das Ostras recebeu esta semana R$ 7,07 milhões de recursos dos royalties, um dos menores repasses da história do Município. O valor, 57,5% inferior ao esperado para o período, não seria suficiente para o pagamento da parcela mensal da Parceria Pública Privada – PPP, no valor de cerca de R$ 8 milhões.  

A Lei Municipal nº 1890/2015 limitou a 15% dos royalties de petróleo o pagamento a Odebrecht. No último dia 16, o juiz da 1ª Vara Civil de Rio das Ostras, Rodrigo Leal, após pedido de reconsideração da Procuradoria do Município, revogou a liminar concedida à empresa, que agora deve obedecer os dispositivos da Lei 1890.

A previsão orçamentária da Administração Pública para o primeiro trimestre era de R$ 109 milhões. Contudo, apenas R$ 46 milhões foram repassados no período, uma perda orçamentária de cerca de R$ 63 milhões. O Município já registrava uma perda no repasse dos royalties em 2014, em relação ao ano anterior, da ordem de R$ 55 milhões. Diante da crise, a Prefeitura determinou o contingenciamento de 33% do orçamento.

Rio das Ostras participa da Hora do Planeta

O momento simbólico acontece no próximo sábado, dia 28, entre 20h30 e 21h30, quando governos, empresas e pessoas do mundo inteiro apagam, durante uma hora, as luzes para demonstrar a preocupação com o planeta. 

Nos últimos anos, a Hora do Planeta tem crescido e hoje o evento é reconhecido como a maior campanha ambiental do mundo, mobilizando milhões de pessoas em mais de 7.000 cidades, em 163 países. Rio das Ostras participa mais uma vez do movimento anti-aquecimento global. O momento simbólico acontece no próximo sábado, dia 28, entre 20h30 e 21h30, quando governos, empresas e pessoas do mundo inteiro apagam, durante uma hora, as luzes para demonstrar a preocupação com o planeta. 

Na cidade acontecerá um luau à luz de velas, que será realizado no Parque dos Pássaros, com música, poesia e dança, entre outras atrações culturais. “No ano passado, conseguimos reunir cerca de duzentas pessoas, entre crianças, jovens e adultos, que participaram cantando, dançando e recitando poesias”, comentou Tatá Costa, um dos coordenadores do encontro em Rio das Ostras.
 

Este ano, o encontro tem como parceiros o Ponto de Leitura, a Fundação Rio das Ostras de Cultura, o Projeto Lata Rolando do PURO - Rio das Ostras, a Casa de Educação, as Dança Circulares, músicos, atores, poetas e escritores.
 

“Nos últimos anos, a Hora do Planeta tem deixado um impacto positivo ao redor do mundo, tanto que o número de países que aderem ao movimento cresce a cada nova edição, sendo um evento ambiental democrático, no qual os participantes manifestam suas preocupações com as questões ambientais”, destacou Tatá Costa.
 

A entrada é gratuita e todos interessados na temática ambiental estão convidados. Os organizadores pedem aos participantes que levem algumas velas.


Reuniões em Rio das Ostras dão prosseguimento à implantação do Sistema Municipal de Cultura

O Calendário, definido de reuniões entre os grupos de trabalho, conta com oito encontros, sendo três sobre o Sistema Municipal de Cultura, três sobre Conselho de Cultura e duas relativas ao Fundo Municipal de Cultura. 

Neste sábado, dia 28, às 9 horas, na Casa de Cultura Bento Costa Júnior, Rio das Ostras dará prosseguimento à implantação do Sistema Municipal de Cultura com os grupos de trabalho (GTs), que irão formatar as minutas de leis que compõe o Sistema, Conselho e Fundo Municipal de Cultura para apreciação dos poderes Legislativo e Executivo do Município. 

Os encontros serão coordenados por uma Comissão formada pela Fundação Rio das Ostras de Cultura, representante Luiz Remy Gillet; Universidade Federal Fluminense, representante Professor Ernani Saraiva; e o Fórum de Cultura da sociedade civil organizada, representada pela cantora e produtora cultural Renata Cabral.
 

O Calendário, definido de reuniões entre os grupos de trabalho, conta com oito encontros, sendo três sobre o Sistema Municipal de Cultura, três sobre Conselho de Cultura e duas relativas ao Fundo Municipal de Cultura.
 

Depois de cumpridas essas etapas, com aprovação Lei Municipal de Cultura pela Câmara Municipal e sua promulgação pelo poder Executivo, o próximo passo será a discussão sobre formatação do Plano Decenal de Cultura de Rio das Ostras, que irá acontecer na segunda Conferência de Cultura prevista para setembro deste ano.
 

Segundo Cosme dos Santos, presidente da Fundação Rio das Ostras de Cultura, “todo esse movimento é um desdobramento das resoluções da primeira conferência Municipal de Cultura, realizada em agosto de 2013. É permitida a participação de qualquer cidadão que queira contribuir para esse momento histórico de Rio das Ostras”.
 

Calendário de encontros por Grupo de Trabalho
Local: Casa da Cultura
Rua Bento Costa Junior nº 70, Centro – Rio das Ostras
Horário: 9h às 12h30
 

TEMAS
Sistema Municipal de Cultura: 4 encontros
Conselho Municipal de Cultura: 3 encontros
Fundo Municipal de Cultura: 2 encontros

DATA
(Sábados)
TEMA
GRUPO
28/03
Sistema Municipal de Cultura
A
11/04
Sistema Municipal de Cultura
B
25/04
Sistema Municipal de Cultura
C
09/05
Sistema Municipal de Cultura
A
23/05
Conselho Municipal de Cultura
B
06/06
Conselho Municipal de Cultura
C
20/06
Conselho Municipal de Cultura
A
04/07
Fundo Municipal de Cultura
B
18/07
Fundo Municipal de Cultura
C


Rio das Ostras se mobiliza para atrair investidores

Uma das soluções é atrair investidores, visando gerar empregos e aumentar a arrecadação com os impostos Sobre Serviços (ISS) e Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação (ICMS).

Em meio ao cenário de crise nos municípios produtores de petróleo, Rio das Ostras busca alternativas para reduzir a dependência de repasse dos royalties. Uma das soluções é atrair investidores, visando gerar empregos e aumentar a arrecadação com os impostos Sobre Serviços (ISS) e Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação (ICMS). Nesta semana, o prefeito Sabino recebeu empresários da região, que querem investir numa área de aproximadamente 500 mil m², próximo a Zona Especial de Negócios, ZEN, em Cantagalo. O Grupo empresarial pretende investir em 200 lotes para o setor logístico e industrial. 

A hotelaria é outro setor que pode ser incrementado em Rio das Ostras. A expectativa é que, dentro dos próximos anos, sejam criadas cerca de 500 vagas de emprego no segmento da construção civil. A Administração Municipal recebeu representantes da rede de hotéis Bristol, que pretende construir um empreendimento com aproximadamente 400 apartamentos, na área central da Cidade, gerando também cerca de outros 500 empregos diretos ligados a prestação de serviços em áreas de lavanderia, alimentação, segurança, entre outros.
 

“A construção desse empreendimento credenciará o Município a sediar grandes eventos do setor hoteleiro e, ainda, vai fomentar uma das principais atividades da cidade, que é o Turismo” observa o prefeito Sabino.

Os investidores assumiram o compromisso de qualificar e gerar empregos para a população local. Entre os empresários que têm projetos sendo analisados pela Prefeitura de Rio das Ostras estão Hotéis Bristol e Facility, Hospital Unimed e as empresas Morocó, MRV, Urbamais, Terra Dourada, Cipasa, Alphaville, Dharma e Encantado, do Setor Imobiliário.
 

No total, a expectativa é de que, nos próximos anos, sejam construídas cerca de 4 mil moradias. O grupo MRV Engenharia, por exemplo, espera investir cerca de R$ 260 milhões na construção de aproximadamente 2.600 moradias nas proximidades de Village, Ouro Verde e Enseadas das Gaivotas. É o quarto empreendimento da empresa no Município.
 

A empresa MRV destaca também que escolheu Rio das Ostras porque acredita no crescimento do Município e por estar próxima de muitas empresas do setor offshore, além das belas praias, que atraem turistas e novos moradores. “Sem contar que Rio das Ostras está entre as 10 cidades do país com melhor desenvolvimento social”, destaca a Assessoria de Comunicação da MRV.
 

“Apesar da queda brusca de quase 50% dos recursos dos royalties nos últimos 12 meses, estamos trabalhando para conquistar grandes investidores para a Cidade e nos comprometendo a realizar melhorias em saneamento, transportes, educação e saúde. Por outro lado, temos mostrado ao investidor que é necessário oferecer contrapartidas para a população. Os empresários têm também uma responsabilidade social, sem paternalismo, como grandes empreendedores, gerando empregos e receitas nos locais onde investem”, destacou Sabino.
 

Entre as medidas adotadas pela Administração Pública para atrair novos empreendimentos, estão os investimentos no setor de Segurança. Nos últimos dois anos, o Município passou a contar com o Destacamento do Corpo de Bombeiros e com a Companhia de Práticas Pedagógicas da Polícia Militar.
 

UNIDADE DE SAÚDE – A Prefeitura vem negociando, junto à diretoria da Unimed a instalação de uma Unidade de Atendimento da operadora na Cidade, em um terreno de aproximadamente 4.500 m2, localizado em Jardim Campomar. 

A medida visa beneficiar a população que conta com o Plano de Saúde dessa operadora, tendo em vista que, para serem atendidos, precisam se deslocar para outros municípios. Em análise pela Secretaria de Planejamento, o projeto conta com 30 leitos, oito consultórios médicos, sala de nebulização, posto de coleta de sangue, sala de endoscopia, entre outros serviços.


Estudantes de Rio das Ostras participam da avaliação da Rede Municipal

O objetivo é avaliar a aprendizagem dos alunos, relacionadas às competências e habilidades desenvolvidas nas áreas de Português e Matemática. 

Aproximadamente 4.248 alunos dos anos iniciais (2º e 5º ano) e 1.794 alunos dos anos finais (9º ano) da Rede Municipal de Ensino de Rio das Ostras participaram, durante o mês de março, da primeira edição do Sistema de Avaliação Educacional de Rio das Ostras (SAERO) de 2015. O objetivo é avaliar a aprendizagem dos alunos, relacionadas às competências e habilidades desenvolvidas nas áreas de Português e Matemática. 

A partir desses resultados, professores, gestores e todos os profissionais envolvidos no processo ensino-aprendizagem podem acompanhar, planejar e melhorar a qualidade do ensino na rede de ensino. 

“Por ser uma avaliação diagnóstica, cada ano de escolaridade teve sua avaliação elaborada com base nas competências e habilidades desenvolvidas no ano escolar anterior”, explica Valéria Bragança, diretora do Departamento de Avaliação Educacional da Secretaria de Educação. 

PROVAS DIFERENCIADAS - As provas do 2º ano foram elaboradas de forma diferenciada, visando diagnosticar a leitura e escrita (Língua Portuguesa) e o Sistema de Numeração Decimal (Matemática). A aplicação foi realizada em dois momentos, sendo um coletivo e outro individual. 

A aluna Rayanne Natiele Soares Bispo, 13 anos, que cursa o nono ano do Colégio Municipal Professora América Abdalla, em Nova Esperança, participou do SAERO na manhã desta quarta-feira, dia 25. “A prova testa nosso conhecimento. Com ela é possível saber se os alunos chegaram bem ao nono ano e identificar onde estão os principais problemas de aprendizagem. Eu, por exemplo, tenho dificuldade em Matemática”, afirma. 

A aplicação do SAERO Diagnóstico teve início no dia 09 março e foi concluída no dia 25 de março.


Rio das Ostras incentiva agricultura familiar em Cantagalo

Os produtores se revezam no espaço, que funciona próximo da Praça Waldemar Alves Barcelos, entre quarta e domingo, sempre das 8h às 18h. 

Produtos de qualidade direto do campo para mesa dos consumidores podem ser encontrados na Feira da Agricultura Familiar, que funciona em Cantagalo, Zona Rural de Rio das Ostras. Os produtores se revezam no espaço, que funciona próximo da Praça Waldemar Alves Barcelos, entre quarta e domingo, sempre das 8h às 18h. 

Para o diretor do DEAP – Departamento de Agricultura e Pecuária da Prefeitura, Anselmo Nazário, além de escoar a produção local, a feira também objetiva atender quem passa diariamente pela localidade. “Percebemos uma grande procura pelos produtos daqui pelas centenas de pessoas que utilizam a estrada como acesso à ZEN – Zona Especial de Negócios e Macaé, principalmente para deslocamento até o trabalho. Com o isso, esperamos que nossos produtores tenham ainda mais sucesso nas vendas”, comentou.
 

O vendedor Elzo Gonçalves é de Macuco, na Região Serrana do Rio de Janeiro. Toda semana, ele passa pela Estrada de Cantagalo para vender seus produtos, principalmente roupas, para os comerciantes da região. Para ele, a possibilidade de adquirir produtos de qualidade é um diferencial. “Agora já sei onde posso conseguir aquele queijo e o bolo que tanto gosto. Tudo aqui é feito com muito carinho e qualidade. Outro diferencial é o atendimento. Os produtores nos recebem com muito bom humor”, comentou Elzo.
 

QUALIDADE E BOM ATENDIMENTO

No Centro de Rio das Ostras, a produção de Cantagalo também pode ser encontrada na feira montada na Travessa Veronica Martins, todos os sábados pela manhã, entre 7h e 12h. A mesma qualidade no atendimento é o diferencial para quem habitualmente compra os produtos no local. É o caso de Adilson dos Anjos, que frequenta a feira há muitos anos. “Aqui sempre conseguimos preços mais acessíveis e produtos com qualidade”, disse. 

O produtor rural José Araújo Barbosa destaca que foi um dos fundadores da feira que funciona no Centro. “Há mais de 20 anos é a forma que encontro para escoar a produção de coco, queijo, acerola e feijão, aumentando assim minha renda familiar”, disse, destacando que os irmãos dele também plantam e comercializam no local.
 

Uma outra feira funciona na localidade de Enseada. O espaço, que é frequentado por moradores da região, também ajuda na divulgação de produtos produzidos de forma artesanal. Nilcéia dos Santos veio de Itaperuna e escolheu Rio das Ostras para morar e ter qualidade de vida. Ela comercializa panos de prato, entre outros produtos. Para a feirante, a participação dos moradores ainda é discreta, mas com tendência de ser intensificada.
 

Mesma opinião tem o casal Ricardo e Carmélia Guerra Peixe que vende biscoitos, doces e um alho natural triturado especialmente trazido da região serrana do Rio de Janeiro. Eles dizem que em breve trarão novos produtos naturais para serem comercializados. “Teremos picles, geleias de frutas e compotas. Tudo feito com muito carinho e qualidade”, destacou Ricardo.
 

A feira que funciona no Enseada é montada toda sexta-feira, entre 7h e 12h.